Neverland m.clara1@hotmail.com não também não

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Obsolescência Programada

Imagem de fight club and quote



  Esse é um daqueles posts indignados. Quem já passou da fase do "tomara que quebre pra eu comprar outro" passa por bastante dificuldade ao se dar conta de que precisa trocar um produto que era pra estar funcionando perfeitamente."Ah, mas não está funcionando direito, não é culpa minha": justamente, a culpa é do aparelho e o nome disso é obsolescência programada. Isto pode ser definido simplesmente como uma "data de validade" intencional para produtos que deveriam durar bem mais. É a memória do seu celular que parece ter reduzido, é a bateria que fica com um tempo de vida minúsculo, é não adiantar trocar as peças porque o problema volta, é o touch que tem que levar surra pra obedecer o comando, é funcionar quando quer, etc.

  Vou aqui me referir aos celulares porque é o exemplo mais claro dessa obsolescência pra mim. Antes, a gente comprava aqueles aparelhinhos que só serviam pra ligar mesmo e ficava anos com ele, até acabar. Se não, quando a gente trocava de celular e o novo dava algum problema, a gente usava o velhinho como substituto e dava tudo certo. Se você é o tipo de pessoa que guarda aparelhos eletrônicos antigos, é provável até que um desses celularzinhos seus funcione - um salve para o nokia do jogo da cobrinha.

  Já com os smartphones, é normal que a bateria dure pouco devido aos aplicativos e tudo mais, porém a minha reclamação se direciona pra resistência e durabilidade deles. A tendência seria que com a tecnologia se desenvolvendo, houvesse uma maior capacidade de durabilidade, mas não é isso que vemos acontecer. Dificilmente você vai conhecer alguém que ficou com um mesmo smartphone que nunca apresentou problema por mais de três anos. E quando a questão não é técnica - ou mesmo de roubo, porque é uma possibilidade -, algo muito comum é tornar o sistema obsoleto, ou seja, além de você não ter a possibilidade de atualizar o sistema para uma versão mais recente, você perde acesso a novos aplicativos.

  O meu caso é uma relação complicada com meu Lumia 720. Arrisquei com o Windows Phone porque me foi prometida uma durabilidade maior, no entanto, o que eu encontrei foi um aparelho com problema de série que apresentou problemas desde o primeiro ano de uso. A resistência física e boa qualidade da câmera foram fatores ocultados pelos seus defeitos. Desligando sozinho, ligando quando queria, problemas de carregamento e poucas opções de aplicativo foram coisas que me fizeram perceber que essa linha de produtos não quero mais.

  No entanto, quando olhamos para o mercado de aparelhos celulares, vemos que não há muita escapatória. Uma marca utiliza trabalho escravo, outra tem problemas com o touch, outra com um histórico de obsolescência do sistema etc, etc. O que nos leva a concluir que para consumir um aparelho desses, precisamos escolher não o que mais nos agrada, mas o problema que menos nos incomoda.

 O que é mais revoltante nisso tudo é que isso é planejado. Tudo isso é pra te fazer consumir mais e mais, mesmo contra a sua vontade, mesmo sabendo que consumimos mais do que o planeta pode repôr. Essa é a liberdade calculada que o sistema te oferece.

0 comentários:

Postar um comentário

Popular Posts

Atualizações

  • Born To Ultraviolence será postada agora no Wattpad.
  • Capítulo 2 de Crybaby no Wattpad.
  • The Moon Over Me finalizada no Nyah!
  • The Moon Over Me está também disponível no Social Spirit.
  • Another Dead e Clever foram excluídas.

Unordered List

Tecnologia do Blogger.

Seguidores